Facebook

Melhoria contínua nos processos: Qual é o papel do gestor da qualidade?

Existe uma rotina diária no acompanhamento de processos. Os profissionais de gestão ficam atentos às operações para certificar que as atividades estão dentro dos padrões de qualidade da ISO 9001. Também para confirmar se as tarefas de cada indivíduo estão alinhadas aos propósitos da empresa. 
 
Como esses profissionais precisam avaliar os processos e as pessoas praticamente o tempo todo, eles geralmente são vistos na empresa como ”os caras que pegam no pé”, “os vilões da história” ou até mesmo como “os portadores das más notícias”. Mas será que essa visão é apenas um julgamento precipitado dos funcionários ou são as abordagens desses líderes que precisam mesmo de uma “repaginada”? 

Entenda, neste post, porque o mindset do gestor de qualidade precisa estar voltado para as soluções e não os problemas e como esse profissional, junto da alta direção, pode ajudar a assegurar uma melhoria contínua e a qualidade total nas operações. Confira!

A importância dos coordenadores e analistas do Sistema de Gestão da Qualidade


Os coordenadores e analistas do Sistema de Gestão da Qualidade são os responsáveis em garantir que os produtos fiquem dentro dos padrões de qualidade. Eles planejam inspeções, sugerem upgrades nos processos e elaboram planos para que as atividades sejam executadas corretamente

Muitos desses profissionais chegam a realizar auditorias internas e externas, respondendo e supervisionando os feedbacks dos clientes. Também prestando o suporte técnico para as áreas de produção. Coordenam e analisam os procedimentos em todas as áreas da empresa com o intuito em padronizar os processos para que os envolvidos estejam seguindo as conformidades da ISO 9001.

Atuam como os agentes das mudanças no comportamento organizacional, definindo e implementando ações corretivas quando existirem desvios ou falhas nas operações. Também divulgam a política da qualidade dentro da organização, preparando e distribuindo materiais que visam conscientizar todos os setores. 

Quando os coordenadores e analistas do SGQ identificam falhas em alguma tarefa, procedimentos ou até mesmo sistemas, eles estimulam a busca por soluções e ações corretivas por parte de todo o grupo. Supervisionam e executam os programas de controle de qualidade das mercadorias definindo, orientando e verificando as funções a fim de assegurar a qualidade e a melhoria contínua na produção.

Ou seja, os coordenadores e os analistas do Sistema de Gestão da Qualidade são os profissionais que vão garantir que os produtos e colaboradores atendam as conformidades da empresa e as necessidades do consumidor. Logo, contribuem para que a marca alcance resultados melhores em seus processos e assim aumentar a satisfação dos seus clientes.

Gestor da qualidade: menos operacional e mais estratégico


Embora muitas dessas responsabilidades do gestor da qualidade sejam técnicas, o mercado competitivo tem exigido desses profissionais uma postura menos operacional e mais estratégica. Isto é, se desligar da idealização em encontrar defeitos para descobrir soluções.  

Fatores como estudar mais o mercado, focar em qualificar os colaboradores, otimizar o trabalho das equipes, projetar objetivos e metas em médio e longo prazo, delegar as tarefas corretamente, investir em inovação e tecnologia e terceirizar as funções são algumas dicas que podem contribuir para que o gestor se torne um líder mais estratégico e menos envolvido nas questões operantes. 

Quando o mindset e o comportamento desses profissionais de gestão deixam de analisar os problemas relacionados às operações para voltar a atenção às soluções, eles passam a liderar com mais responsabilidade, transmitir informações e direcionar os trabalhadores para o caminho certo. 

Essa postura ajuda a empresa a ter um propósito do Sistema de Gestão da Qualidade mais definido, permitindo assim que todos os integrantes nos processos tenham a chance de alcançar níveis mais altos de satisfação e qualidade total.

Mindset voltado para a solução


Se as abordagens do profissional de gestão estiverem focadas nas estratégias e não nos problemas, os resultados da empresa tomarão um rumo muito mais gratificante. Ter a mentalidade confiante, definir quais são os objetivos e deixar as informações explícitas a todos os colaboradores aumentam a chance da empresa atingir resultados mais altos e duradouros. 

É claro que esse papel não pode e nem deve ser desempenhado apenas pelo coordenador ou analista do Sistema de Gestão da Qualidade, mas também pelos auditores e integrantes da alta direção. 

Todos os líderes precisam estar envolvidos junto aos processos e cientes de que cada procedimento precisa ser executado com excelência. Também que a comunicação entre as partes será o ingrediente principal que vai ajudar os trabalhadores a gerarem produtos e serviços com mais eficácia 

Esclarecer as metas, definir as estratégias e liderar as equipes com motivação são  formas de fazer com que o engajamento ocorra de forma natural. Permite que todas as partes compreendam o funcionamento dos processos, auxiliando para que as funções sejam desempenhadas com tranquilidade e sem erro. Isso sem dizer que faz que o gestor da qualidade deixe de ser o vilão tão temível na história para finalmente se tornar um líder notório.

Percebe a importância que o gestor da qualidade pode ter para a melhoria dos processos? É por meio da liderança — e da forma com que todas as abordagens são feitas — que os coordenadores, analistas, auditores e a alta direção irão alcançar resultados melhores quanto a aplicação do SGQ.
 
Gostou do tema? Já se sente motivado para assumir a liderança e conquistar resultados mais positivos nos processos? Caso ainda esteja com dificuldade em realizar esse gerenciamento, clique e experimente o software de gestão da qualidade DOO. É rápido e uma ferramenta vai ajudá-lo a otimizar ainda mais as suas tarefas!
 

02 de Setembro de 2019

Tags:

Gestão ISO 9001 Mindset Gestor da Qualidade Gestor Coordenadores