Facebook

Como a verificação de equipamentos pode ajudar a estender o prazo de calibração?

Quando falamos em calibração de equipamentos, automaticamente estamos nos referindo a ISO 17025. Essa norma, que busca ajustar os instrumentos a um padrão de qualidade, têm como objetivo assegurar a excelência e o desempenho dos produtos e serviços.

Por outro lado, ao falarmos sobre verificação de equipamentos, é da ISO 10012 que estaremos tratando. Diferente da norma acima, essa determina a necessidade de ocorrer o processo de verificação nos requisitos de calibração. Ou seja, avaliar se existiram erros ou incertezas durante a medição.

Não sabe como estender o prazo de calibração de equipamentos e nem como atender aos padrões de qualidade da ISO 9001

Veja, neste post, qual é a diferença entre calibração e verificação, qual é a importância de manter todos os dados salvos e o que é necessário fazer caso o processo de verificação apresente resultados negativos. Confira!

Qual é a diferença entre calibração e verificação?


A calibração é um procedimento que vai determinar se os instrumentos de medição e monitoramento da empresa estão adequados para uso. Também, identificar se esses ativos podem, algum dia, acabar colocando em risco a qualidade dos produtos e serviços. 

Com base na aferição do equipamento, a empresa é capaz de estabelecer uma estimativa aproximada de erros e correções. Além de conseguir avaliar o desempenho real do seu instrumento. 

Por outro lado, a verificação é feita para investigar a presença de alguma alteração nos resultados dos ativos ao longo do período de calibração. Ou seja, é um procedimento realizado para garantir a credibilidade das medições realizadas na etapa da calibragem. 

Ao realizar a verificação de equipamentos corretamente, a empresa consegue garantir que os seus instrumentos de medição e monitoramento continuam aptos para serem utilizados. 

Histórico de verificação e manutenção: Por que é necessário manter as informações salvas?



O procedimento de verificação e manutenção é realizado para assegurar a confiabilidade dos equipamentos. Por isso, é fundamental que esse processo seja realizado corretamente uma vez que a empresa corre o risco de realizar avaliações equivocadas.

Para descobrir se uma falha prejudicou os resultados, por exemplo, a empresa deve analisar todos as informações relacionadas à manutenção. Saber como foram realizados os procedimentos de calibração, quais foram os instrumentos utilizados e se o estado de conservação dos itens estava dentro das conformidades

A ISO 9001 quer que a empresa garanta a confiabilidade das suas medições, assim como a seguridade das informações relacionados a ela. Sendo assim, dados como o dia da última calibração e a data para a próxima calibração são importantes para distinguir se a verificação e a manutenção estão seguindo conforme o planejado.

Ter um histórico de verificação e manutenção na empresa, e manter a atualização periódica dessas informações contribuem para que os gestores saibam, de fato, quais são os equipamentos mais eficientes. Quais são os ativos que precisam ser conservados, os que estão sendo utilizados erroneamente e os  armazenados de forma incorreta.

O que fazer se o processo de verificação apresentou resultados inesperados



A verificação de equipamentos é bastante semelhante ao processo de calibração, porém mais simples. Logo, os seus resultados precisam ser tão confiáveis quanto a calibração de equipamentos, isso para que os seus números possam ser utilizados de forma efetiva. 

No entanto, se a verificação acabar apresentando algum resultado inesperado, cabe à empresa remediar essa questão o mais rápido possível. De acordo com o item 7.1.5.2 da ISO 9001, que trata da Rastreabilidade de Medição:
 
“Quando a rastreabilidade de medição for um requisito, ou for considerada pela organização uma parte essencial da provisão de confiança na validade de resultados de medição, os equipamentos de medição devem ser:

a) verificados ou calibrados, ou ambos, a intervalos especificados, ou antes do uso, contra padrões de medição rastreáveis a padrões de medição internacionais ou nacionais. Quando tais padrões não existirem, a base usada para calibração ou verificação deve ser retida como informação documentada;

b) identificados para determinar sua situação;

c) salvaguardados contra ajustes, danos ou deterioração que invalidariam a situação de calibração e resultados de medições subsequentes.

A organização deve determinar se a validade de resultados de medição anteriores foi adversamente afetada quando o equipamento de medição for constatado inapropriado para seu propósito pretendido, e deve tomar ação apropriada, como necessário.”

Outra ação importante que pode ser tomada, e talvez uma das mais difíceis, é estabelecer um período apropriado para a verificação. Em outras palavras, elaborar um cronograma para realizar o procedimento. Não há uma regra utilizada para definir qual é a melhor data, mas a empresa pode levar em consideração alguns critérios como:

Ameaças para o processo;
Dados do fabricante;
Grau de periculosidade na utilização. 
Padrões de regulamento;
Normas técnicas;
Volume de uso;
 
Se ainda assim ela não conseguir definir o período adequado, a empresa pode comparar as datas de intervalo da calibração. Como a verificação de equipamentos é um processo que possui um intervalo menor, basta analisar o cronograma da calibração para determinar um prazo correto. 

OBS: Antes de definir o prazo, o profissional pode levar em consideração os histórico das verificações e calibrações anteriores. 

O procedimento de verificação bem feito pode ajudar a estender o período de calibração. Quando realizado corretamente, e dentro do prazo, possibilita  à empresa  reduzir os seus custos e minimizar os impactos na qualidade dos produtos e serviços.  
 
Percebe como a calibração e a verificação de equipamentos de medição são importantes?  Seus resultados conseguem fornecer indicativos mais confiáveis, garantem informações mais consistentes e ainda assim ajudam a melhorar a qualidade sobre os processos.

Se você ainda não sabe como estender o prazo de calibração de equipamentos e nem como garantir resultados de medições válidos, clique e experimente utilizar o software de gestão da qualidade DOO. É rápido, seguro e é uma ferramenta que vai ajudá-lo a controlar e otimizar ainda mais as suas tarefas!
 

16 de Setembro de 2019

Tags:

Calibração Verificação Equipamentos ISO 9001 Gestão