Facebook

Como deixar a empresa mais preparada com a gestão de riscos e oportunidade?

A implantação de um Sistema de Gestão da Qualidade requer planejamento. Dentro desse planejamento deve estar inserida as ações para minimizar as ameaças e também para diminuir a probabilidade dos produtos e serviços não estarem dentro das conformidades.


O Requisito 6.1 da ISO 9001 aponta a necessidade de uma gestão de risco caso a empresa queira garantir uma melhoria contínua em seus processos. Por isso, neste post, vamos explicar o porquê das ações para riscos e oportunidades serem tão importantes e o que precisa ser feito para que um gestor consiga assegurar o máximo de segurança e qualidade.     

Gestão e mentalidade de risco


Gerenciar riscos e oportunidades é uma das formas da empresa impedir que falhas acabem prejudicando os negócios. O Requisito 6.1 levanta a necessidade da organização possuir uma mentalidade de risco, isso para que não acabe sendo surpreendida com resultados negativos. Também, para que consiga agir com tranquilidade mediante os erros.

De acordo com a ISO 9001, as ameaças podem ser positivas e negativas. E é a mentalidade de risco a responsável pela forma com que os gestores enxergam esses efeitos. 

Existem diversos tipos de riscos e eles podem variar de um negócio para outro. Alguns exemplos são: 

Entrega de produtos fora do prazo;
Falhas no cumprimento de requisitos;
Suspensão da produção por algum erro no  fornecimento de energia;
Insatisfação do consumidor quanto ao atendimento da empresa;
Envio das mercadorias com defeitos.

Porém, existe também as oportunidades que, se bem analisadas, podem trazer ganhos significativos, como: 

Aumentar a satisfação dos consumidores;
Adquirir de novas tecnologia para otimizar os processos;
Entrar em novos mercados;
Garantir melhores preços e prazos com fornecedores;
Melhorar os serviços e produtos.

Ou seja, a gestão de risco e uma mentalidade de risco fazem diferença. Podem ajudar a organização a analisar melhor quais são os erros e potencializar as oportunidades. Também auxiliar os profissionais a traçarem planos mais assertivos para alcançar resultados positivos mais rápido.

Ações para abordar riscos e oportunidades


Assim que a empresa define quais são os riscos e oportunidades, ela passa a ter uma visão mais estratégica. Essa análise é importante para ajudar a traçar melhorias que alcancem objetivos como: assegurar resultados, aumentar os efeitos pretendidos, prevenir e reduzir os efeitos negativos. 

Após a identificação das ameaças, é tempo de agir. A empresa precisa integrar e implementar ações em todos os seus processos. E, independentemente da estratégia, avaliar a eficácia de cada ação. Isso é necessário para assegurar que os efeitos serão mesmo positivos.

Algumas estratégias para abordar ameaças são: 

Assumir o risco e não tomar qualquer medida até que a ameaça ocorra. Isto é, deixar o problema acontecer (e se acontecer) para só então buscar soluções. 

Nesse caso podemos dizer que essa aceitação do risco pode ocorrer de forma passiva, como quando a empresa não estabelece um plano até que a ameaça aconteça. Ou ativa, quando ela possui uma estratégia para caso do risco acontecer. 

Colocar o risco sob a responsabilidade de um terceiro, como por exemplo, uma seguradora;

Eliminar, evitar ou prevenir todas as causas de um risco; 

Mitigar ou reduzir as ameaças. Aqui o risco não chega ser eliminado, mas a organização traça um plano para tornar os problemas o menos prejudicial possível.

Já as estratégias para abordar oportunidades são: 

Assim como na estratégia de risco, aqui também não é tomada nenhuma ação para que uma oportunidade aconteça. A empresa apenas a espera aparecer. 

Transferir total ou parcialmente uma oportunidade para um terceiro, como por exemplo, um parceiro;

Abraçar a oportunidade ao ponto de fazê-la acontecer de qualquer forma.  Isto é, não medir esforços para que um objetivo seja alcançado.

Implementar ações que deixam a empresa mais próxima da oportunidade, tornando a sua realidade mais possível ao longo do tempo.

Por que ter um processo de gestão de risco e oportunidade é importante?


Com uma gestão de risco e oportunidades a empresa se torna mais bem preparada para identificar, analisar, avaliar e desenvolver estratégias para solucionar os problemas. A organização pode se beneficiar de diferentes formas, mas as principais vantagens estão em:

Aumentar a eficiência e produtividade: abordar ações para riscos e oportunidades pode ser uma forma da equipe gastar menos tempo contornando um problema. Ao prever as ameaças com antecedência e formulando estratégias para minimizar os impactos, os profissionais acabam ganhando em eficiência e produtividade;

Evitar perdas financeiras: os riscos podem ocasionar perdas significativas. A ausência de um sistema que realiza cópias de segurança, por exemplo, pode comprometer dados importantes. O que, consequentemente, pode prejudicar o planejamento e a formulação de estratégias; 

Melhorar a margem de lucro: se a empresa não identifica os riscos e oportunidades antecipadamente, ela pode acabar tendo de lidar com problema lá na frente. Isso não só aumenta o seu custo financeiro, como acaba diminuindo a sua margem de lucro. Por outro lado, com uma gestão de risco, ela consegue minimizar essa ameaça;

Percebe como a gestão de riscos e oportunidades é importante? Que avaliar a eficiência de cada uma das ações também é fundamental para melhorar o funcionamento da empresa? O gerenciamento e o planejamento são pontos necessários que ajudam a garantir maior crescimento e segurança nos processos! 

Devo gerenciar os riscos e oportunidades da minha empresa?

Sim, deve! 

O risco é um problema que ainda não aconteceu e a melhor forma de impedi-lo é por meio do gerenciamento. Ao identificar as ameaças previamente, analisar todos os erros e formular um planejamento eficaz, é possível ao gestor corrigir as falhas e impossibilitar que adversidades acabem afetando os resultados.

Se você não quer que os problemas se repitam, mas quer potencializar as oportunidades, veja a gestão de riscos como uma segurança. Muitos profissionais não conseguem mensurar o valor das oportunidades por conta dos erros, mas isso não quer dizer que não possam melhorar esse mindset a partir de agora.

O objetivo da sua empresa é assegurar a qualidade das operações e garantir a satisfação dos consumidores? Então a gestão de risco e oportunidades continua sendo a melhor alternativa. 

E se você ainda não sabe como dar esse primeiro passo, clique e baixe agora mesmo esse modelo de classificação de riscos e oportunidades.
 

15 de Julho de 2019

Tags:

Riscos Oportunidades Requisito 6.1 ISO 9001